INTRO

August 2, 2017

Sobre Lebres & Tartarugas
 

Você já ouviu falar que para conseguir tirar boas fotos precisa gastar muita sola de sapato? É um chavão que de certa maneira resume a forma que eu penso a fotografia. Na verdade, para ter um trabalho com força e profundidade é necessário um bom tanto de transpiração.

 

Claro, tem aquela gente que já nasce vendo coisas. Gente que olha um canto de parede e consegue ver uma linda paisagem marinha. Gente que se relaciona com outras pessoas com espontaneidade. Gente com uma sensibilidade natural para lidar com situações delicadas. Entretanto, o que acho mais bonito na fotografia é que ela, enquanto linguagem, também permite ser dominada por quem nasce com menos vocação, mas imensa pau-para-toda-obrisse. Estou falando de gente que corre atrás, que tenta melhorar sempre, que nunca quer parar de subir a infinita escada das habilidades fotográficas.

 

Por aí, tem muita tartaruga esforçada que eventualmente chega antes, ou tão longe quanto muita lebre cansada poderia chegar com facilidade. Existe uma certa democracia nesse jogo fotográfico, em que todos resultados são possíveis, e as variáveis só dependem de quem está na pista. Ainda assim, acredito que não só de suor e lágrimas se fazem boas fotos. Não basta gastar pares e pares de calçados, se não existe um pensamento sobre o caminho que se trilha. Vejo, ao longo da minha jornada, o quanto foi importante abrir meus olhos além do que eu conseguia ver em determinados momentos, buscar compreender o trabalho de outras pessoas e aprender com os “acertos” e “erros” deles, e assim tentar ser um clickeirinho melhor.

 

Esse blog é sobre isso, desconstruir processos fotográficos, correr atrás das lebres, e manter o ritmo degraus acima. Vivo fotografia como uma espécie de religião, tentando manter o comprometimento com a minha produção sempre aliada ao estudo das matérias que me interessam. Nesse dojô do clickinho, quero dividir meus estudos, pensamentos, e debates sobre fotografia em diferentes colunas que já estão no forno. Para começar, meu amado filho mais velho vai dividir suas pesquisas em uma coluna em que apresenta mestres da fotografia. Em seguida, uma série de entrevistas vão chegar para compor a programação. E, depois, tem muito mais por vir.

Está dada a largada, nos vemos na próxima curva.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

Brasília Mineira

June 18, 2018

1/2
Please reload

Posts Recentes

June 18, 2018

August 2, 2017

Please reload

Arquivo
Please reload

Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square